segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Jargões Neopentecostais

Alguns já devem ter ouvido alguma vez a palavra jargão sendo utilizada. Não é uma palavra muito comum de se ouvir, mas ela tem ganhado espaço em discussões sobre a Igreja de Cristo e a religiosidade. Cansado de apenas escutá-la, fui buscar o significado e gostei desses significados dados no dicionário informal:

"(...)
Jargão é o linguajar próprio de um grupo profissional; gírias usadas por pessoas de uma determinada área profissional;
(...)
O jargão tem por missão preencher as lacunas sem explicações lógicas. Nesse sentido é muito usado espiritualmente por médiuns (os farsantes) ou em rituais religiosos na tranposição das palavras , de supostos espíritos, para alimentar a imaginação dos crédulos.
(...)"





Bom, por isso, acredito que a palavra começou sendo usada ao se referir a termos técnicos utilizados por grupos profissionais e hoje, por causa do chamado "crentês" - uma maneira de falar normalmente adotada por evangélicos - criou-se uma linguagem própria com suas próprias expressões. Até aí, tudo bem. O problema é que, o que estamos chamando de jargões neste post são expressões utilizadas no meio evangélico, sobretudo no meio neopentecostal, no qual se acostumou a apenas falar, sem ter em mente o sentido inicial no qual a expressão foi utilizada.
Complicou? Bom, vou dar um bom exemplo de jargão: em programas sem graça nenhuma com humor duvidoso ditos humorísticos, quem nunca ouviu expressões sempre repetidas e que logo está todo mundo falando como "oh coitado", "eu tô pagando!", "cala a boca Magda!", "isso é uma vergonha", etc. (Tá, esse último não foi de um programa humorístico, mas era engraçado ver o Boris Casoy falando isso). Esses todos são jargões e também são conhecidos como bordões. Clareou agora? Então vamos prosseguir.
Bem, entendido o que queremos dizer por jargões neopentecostais, agora é a hora de exemplificarmos e refletirmos se não estamos nos acostumando com as expressões e deixando nosso culto a Deus religioso. O intuito deste post é colocar uma lista aqui dos principais jargões falados em nossa igreja, mostrando também a motivação inicial da expressão e como ela é normalmente utilizada hoje. Não é a intenção dizer o que é certo ou errado, mas apenas refletir. Iremos colocar em ordem alfabética e a lista será atualizada conforme nos lembrarmos de mais, ou nos sugerirem outros. Portanto, se achou o post interessante, fique de olho que ele será atualizado com certa freqüência.
Vamos a lista:


Receba!!!
Como é usado: Utilizado quando se quer provocar na igreja uma reação emotiva com o intuito de se "intensificar a fé". É uma prática polêmica.
Motivação inicial: Antes de ser mistificada, é dita em pregações como forma de transmitir ao ouvinte que a benção em questão é dele por direito, por conta das condições pré estabelecidas na Bíblia e satisfeitas (por obra de redenção ou ação humana, dependendo da benção).


Seja profético!
Como é usado: Embora a expressão profético só apareça 2 vezes na Bíblia, ela tem ganhado muito destaque nos cultos neopentecostais. É utilizada quando se deseja que as pessoas gritem um pouco mais e aparentem ser mais cheias do Espírito Santo, proclamando as palavras "Seja profético!". Normalmente funciona e a multidão atende bem ao pedido do pregador, externamente é claro.
Motivação inicial: O real significado de profético é o que é relativo à profecia, e profecia é o ato de anunciar a mensagem de Deus. Então, profético quer dizer anunciar a mensagem de Deus. Ser profético então seria ser usado por Deus para anunciar a sua mensagem.

Bom, tenho mais alguns jargões para escrever, mas volto a atualizar aqui em breve. Preciso ir agora, mas acompanhe esse post para refletir sobre mais jargões.
E, se tiver algum que saiba e queira compartilhar, escreva aqui nos comentários que vou colocá-los no post. Sua ajuda é essencial pra que esse post tenha um bom conteúdo!
Fiquem com Deus e vamos adorá-lo em espírito e verdade, longe da religiosidade, e sempre refletindo se não estamos caindo na mesmice!


Texto de strong_wind (Eric Santos)
Ministério de Mestre no corpo de Cristo.
Se quiser distribuir, por favor, cite a fonte =)