quarta-feira, 28 de abril de 2010

A base do discipulado

Por Moysés Cavalheiro de Moraes e adaptado por Lincoln Pires.

==> Amor
João 21.15-18

"Terminando a refeição, Jesus disse a Simão Pedro: Simão, filho de João, amas-me mais do que estes? Sim, respondeu Pedro, sabes que eu te amo. Jesus disse: Então alimenta os meus cordeiros. 
Jesus repetiu a pergunta: Simão, filho de João, amas-me? Sim, Senhor, disse Pedro, sabes que eu te amo. Então pastoreia as minhas ovelhinhas.
Uma vez mais lhe perguntou: Simão, filho de João, amas-me? Pedro sentiu-se magoado por Jesus o ter questionado pela terceira vez: Senhor, tu conheces tudo e sabes que eu te amo. Jesus insistiu: Toma conta das minhas ovelhinhas. Veja bem, eu te digo a verdade, quando você era mais jovem, vestia-se e ia para onde queria; mas quando for velho, estenderá as mãos e outra pessoa o vestirá e o levará para onde você não deseja ir." 

Sua causa foi o amor às pessoas, não a uma causa.
Foi o amor que trouxe do Céu à Terra (João 3.16 : Deus amou tanto o mundo que deu o seu único Filho para que todo aquele que nele crê não se perca espiritualmente, mas tenha a vida eterna.). 
Se me devoto à causa dEle sem amor, logo acabarei esgotado, exausto, tenso, desmotivado. Mas, se amo a Jesus de coração, servirei às pessoas com o amor dEle.
Mesmo que as pessoas me tratem como um capacho, permanecerei, porque o amor é a base mais forte, invencível, profunda, elevada e ampla do discipulado.

Para finalizar, precisamos de amor para ensinar de Jesus. Precisamos amar o Mestre e às pessoas independente de quem sejam... Precisamos fortalecer nossos corações e mentes no amor para depois servir ao Reino de Deus.
Não vamos ser religiosos, vamos ser os metais da obra do Criador. 
Abraço, fiquem na graça.