terça-feira, 5 de dezembro de 2006

Toda Verdade Sobre Maria

Desculpem a demora para postar. É que está tudo muito corrido nos últimos dias. Mas graças a deus, arranjei um tempinho. Boa leitura!

Existem vários nomes dados à Maria: Virgem Imaculada, Nossa Senhora da Penha, das Dores, do Parto, dos Milagres, dos Aflitos, Senhora Aparecida, Rainha dos céus,Senhora dos céus, etc.

No paganismo, muito antes de Maria nascer, religiões veneravam mulheres-deusas, tidas por virgens. Eram as deusas-mães. Sendo concedida em 313, pelo Edito de Milão, liberdade religiosa, houve a entrada para o cristianismo de pagãos falsamente convertidos. A partir daí, foram eles introduzindo esculturas na Igreja, ganhando força o culto à Virgem Maria, proclamada, no 3º Concílio, em 431, a Mãe de Deus. Isso aconteceu em Éfeso, onde era adorada a deusa Diana, a grande mãe, a quem havia sido dedicado um rico templo, para onde se destinavam romarias.

Algumas outras deusas-mães eram:

1.Istar, da Assíria – trazia uma criança no colo, também chamada de: Santa Virgem, Minha Senhora, Mãe de Misericórdia (que ouve as orações dos aflitos), Rainha do céu.

2.Astarte ou Astorete, da Fenícia e Canaã – conhecida por Senhora do céu e Rainha dos céus.

3.Ísis, do Egito – segurava um bebê no colo. Sua imagem ficava no templo e era coroada como Rainha do céu. Queimavam-lhe velas, e ofereciam-lhe quadros, imagens, órgãos de cera, como pagamento de promessas e ficavam espalhados pelo santuário.

4.Cibele, de Anatólia – tida por Mãe de todos os benditos, era transportada em procissões.

5.Ártemis ou Artemisa, da Grécia – era aclamada como Deusa-virgem da caça e do parto, e como a Grande, Divina Senhora, aquela que ouve e aceita orações. Seu nome latino era Diana e sua escultura era carregada em procissões. Um fato interessante; a deusa era tida por branca, mas uma estátua sua, muito antiga, aparece com a cor preta, como sucede com a Nossa Senhora Aparecida.

O catolicismo adotou Senhoras, Mãe, Rainha sem que encontrasse apoio nem sequer em um versículo bíblico, pois se tratava de costume pagão.

Na cerimônia de coroação da estátua da Virgem Maria, (como faziam com as deusas pagãs Ísis, Diana) crianças inocentes, induzidas por adultos transgressores da Palavra de Deus, praticam ato reprovado pela Bíblia, atribuindo à mãe de Jesus o título e a autoridade de Rainha do céu e da terra. A Palavra de Deus nunca autorizou esse procedimento.

A mãe de Jesus não foi nada disso, e sim uma serva obediente de Deus. Os títulos antes atribuídos às deusas pagãs foram transferidos a ela. Prova disso é a coroação de sua imagem e a reza salve rainha.

Jesus, O Verbo, (João 1:1-4 – No princípio era aquele que é a Palavra ou o Verbo. Ele estava com Deus e era Deus. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele; sem ele, nada do que existe teria sido feito) precisou de mãe carnal para vir ao mundo: “Porque os céus são os céus do Senhor, mas a terra deu-a Ele aos filhos dos homens” (Salmo 115:16).

A vinda de Jesus já havia sido prevista há 2000 anos antes pelo profeta Isaías: - Portanto, o Senhor mesmo vos dará um sinal: eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho e lhe chamará Emanuel (Emanuel significa Deus conosco, mesmo sentido de Jesus) Isaías 7:14.

Semente mandada por Deus através da mulher, Ele veio, dentro da legalidade, plantar a Palavra como Filho do homem (Mateus 10:23;11:19;12:8, etc.).Se Deus enviasse um espírito, ou um homem sem ter nascido de mulher (Gl 4:4), quebraria as suas próprias leis. Mas Deus não faz nenhum tipo de confusão: é Supremo, Correto, Justo, Onipotente. Jesus nasceu da forma convencional mostrando seu lado humano, desfazendo falsas crenças.

Maria foi instrumento utilizado pela bondade de Deus, “E, entrando o anjo Gabriel aonde ela estava, disse: Alegra-te, muito favorecida! O Senhor é contigo”( Lucas 1:28); Este anjo, após saudá-la, não lhe fez nenhuma reverência nem lhe dedicou título honroso, chamou-a apenas por Maria.

Por isso foi chamada bendita, palavra que significa feliz, favorecida. (bem-aventurados= felizes, bem sucedidos, favorecidos). Cheia de graça significa repleta do FAVOR DIVINO, porque se trata de um favor de Deus e não de merecimento próprio dela. (Lucas 1:26-35)

Todos pecaram e estão afastados da presença gloriosa de Deus. (Romanos 3:23 )

Jesus tinha em Maria sua mãe carnal, não admitindo que fosse tratada de forma superior. Em algumas oportunidades deixou isso bem claro. Certa vez, quando Ele pregava, os discípulos lhe avisaram que sua mãe e seus irmãos estavam do lado de fora chamando-O, Jesus respondeu:

”Quem é a minha mãe? E quem são os meus irmãos? Aí olhou para as pessoas que estavam sentadas em volta dele e disse: —Vejam! Aqui estão a minha mãe e os meus irmãos. Portanto, qualquer que fizer a vontade de Deus, esse é meu irmão, irmã e mãe”.(Marcos 3:33-35; Lc 8:21)

OUTRA VERSÃO: Ele, porém, lhes respondeu: “Minha mãe e meus irmãos são aqueles que ouvem a palavra de Deus e a praticam”.

Outro episódio se deu em Caná da Galiléia, quando Maria disse-lhe que acabara o vinho e Jesus a repreendeu, dizendo: ” Mulher, que tenho eu contigo? (ou: “Que há entre mim e ti?”) Ainda não é chegada a minha hora. Então, ela falou aos serventes: “Fazei tudo o que ele vos disser”(João 2:4-5).

A expressão “que há entre mim e ti”, era uma forma de os judeus se expressarem para rejeitar uma intervenção inoportuna ou para demonstrar a alguém que não se deseja relacionamento algum com ela. Somente o contexto poderá indicar a diferença exata. E neste episódio, Jesus se opõe a sua mãe que “sua hora ainda não chegou”.

E em mais outro episódio Jesus demonstrou a não-superioridade de Maria, ao ser interpelado por uma mulher, que afirmou: “Bem-aventurada aquela que te concebeu e os seios que te amamentaram!” Ele, porém respondeu: “Antes, bem-aventurados são os que ouvem a Palavra de Deus e a guardam”(Lucas 11:28).

Ressalte-se que o nome mulher não foi um título honroso atribuído a Maria, pois Jesus tratou desse mesmo jeito a samaritana a quem pediu água no episódio tratado em João 4:21 (OBS: Os judeus não se davam bem com os samaritanos).

Outra observação é a seguinte: Se a detentora do título de Nossa Senhora é a mãe do Jesus branco, então por que a Senhora Aparecida é preta? O que diríamos se víssemos uma pintura de São Benedito com pele branca? Ou de um Cristo com pele negra? Uma das alegações é de que a estátua descoberta no rio estava com lodo, e limpando-a, ficou branca, mas a pedido de escravos, teria sido pintada de preto. Os escravos, sem nenhum direito, humilhados e desrespeitados, teriam o “prestígio” de ver atendido um pedido envolvendo a estátua da mãe de nosso Senhor, numa época de perseguições à religião e à raça africanas? Dizer que ela é escura com o fim de denunciar o preconceito racial, ou racismo, é inconcebível, pois Jesus veio para todos os que Nele crêem e nunca precisou se passar por negro, amarelo, índio, vermelho.

Na verdade, trata-se de uma imagem de terracota (argila cozida em forno), que deve ter sido perdida ou jogada no rio.

Quem viveu naquela época e que ainda esteja vivo para assegurar que a imagem esculpida de Maria corresponde à sua feição? Vale ressaltar que suas imagens são sempre de uma jovem, e ela viveu até cerca de 60 anos de idade, então por que esculpir imagens de uma mulher jovem, às vezes até mais jovem que a imagem de Jesus Cristo?

É ilógico se rezar: “Santa Maria, mãe de Deus”. Pense nisso: Os protestantes afirmam (baseados na Bíblia - Mateus 13:55 - Por acaso ele não é o filho do carpinteiro? A sua mãe não é Maria? Ele não é irmão de Tiago, José, Simão e Judas?) que Tiago, José, Simão e Judas eram irmãos carnais de Jesus contudo NUNCA podem dizer que eram irmãos de Deus. E Isabel, prima de Maria, (Lucas 1:36), era prima de Deus? José, marido de Maria, era padrasto de Deus?

Então se José é padrasto de Jesus e não é padrasto de Deus, se Isabel é prima de Jesus e não é prima de Deus, se os irmãos de Jesus não são irmãos de Deus, por que Maria é considerada a mãe de Deus pelos católicos?

Maria foi mãe do homem Jesus, não de Deus, pois Deus é Pai dela. Cristo é Filho de Deus e é Deus também, sendo um com o Pai (João 10:30 – “Eu e o Pai somos um”). Pelo nosso raciocínio ele teria que ser chamado de Deus Pai, pois participou da criação de tudo (João 1:1-4 – No princípio era aquele que é a Palavra (ou o Verbo). Ele estava com Deus e era Deus. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele; sem ele, nada do que existe teria sido feito).

Foi escrito, porém ser o nosso irmão mais velho.

Isaías 43:10-11 - O SENHOR diz: “Povo de Israel, você é a minha testemunha; você é o servo que eu escolhi para que me conheça, e creia em mim, e entenda que eu sou o único Deus. Antes de mim, não houve nenhum outro deus e nunca haverá outro depois. Eu, eu sou o Senhor, e fora de mim não há Salvador”.

Maria gerou o corpo de Cristo, mas o espírito dele já existia antes da criação do mundo, e para ele habitar na Terra, precisou apenas fazer-Se carne (Jo 1:14).Como mulher nenhuma pode ser mãe do que existia antes dela, Maria jamais pode ser a mãe de Deus. Esse título foi criado no concílio da Calcedônia em 431 d.C; Do mesmo modo atribuir a Maria, um ser humano, o título de Rainha do céu e da terra é incorreto, anti-bíblico e indevido, pois faz dela uma deusa, como diziam das divindades pagãs já mencionadas.

A Palavra diz: Jesus, aproximando-se, falou-lhes, dizendo: “Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra (Mateus 28:18); Há um só Senhor”(Efésios 4:5); “Eu sou o SENHOR: este é o meu nome, e não permito que as imagens recebam o louvor que somente eu mereço” (Isaías 42:8 )/ OU “Eu sou o Senhor; este é o meu nome; a minha glória pois a outrem não darei, nem o meu louvor (ou minha honra) às imagens de escultura”.

“Senhor nosso e nosso Deus! Tu és digno de receber glória, honra e poder, pois criaste todas as coisas; por tua vontade elas foram criadas e existem” (Apocalipse 4:11).

“Então ouvi todas as criaturas que há no céu, na terra, debaixo da terra e no mar, isto é, todas as criaturas do Universo, que cantavam:” Ao que está sentado no trono e ao Cordeiro pertencem o louvor, a honra, a glória e o poder para todo o sempre!”(Apocalipse 5:13)”.

“João viu Jesus aproximando-se e disse:” Vejam! É o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!”(João 1:29)”.

A Igreja Católica ensina que Maria é nossa medianeira. ISSO É IMPOSSÍVEL, pois está em João 14:6E Jesus disse: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim”.

Maria não tem essa função de ir a Deus nem a Jesus rogar por nós. Enquanto era viva, poderia transmitir pedidos ao filho, como diversos o fizeram. Sem a intervenção dela, Jesus curou cegos, paralíticos, surdos, leprosos, ressuscitou mortos, multiplicou pães e peixes. O centurião romano intercedeu por um criado (Mateus 8:5-10) e o oficial do rei, em Caná da Galiléia, intercedeu pelo filho (João 4:46-54). Ambos foram atendidos.

Após a morte, é muito diferente: ficamos separados deste mundo. (Salmo 88:10-12, Isaías 38:18-19, Jó 7:9-10, Eclesiastes 9:4-6, Lucas 16:19-31)

O céu não seria nada agradável se, de lá, continuássemos vendo o que aqui se passa: guerras, violência, fome, sofrimento de nossos filhos, parentes, amigos, doenças.

Portanto, devemos pedir, em Nome de Jesus, ao Pai (João 15:16; 16:23-24 -E Jesus disse:E eu afirmo a vocês que isto é verdade: se vocês pedirem ao Pai alguma coisa em meu nome, Ele lhes dará. Até agora vocês não pediram nada em meu nome; peçam e receberão para que a alegria de vocês seja completa”). Também é contrário à verdade das Escrituras pedirmos a um outro santo. Jesus disse: “E tudo quanto pedirdes em meu nome, isso farei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho. Se me pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei” (João 14:13-14). E também em Mateus 18:20 – Jesus disse: ”Porque onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, ali estou no meio deles”. Veja também as seguintes referências: Jo 17:11-20; Rm 8:34; Ef 3:12; Cl 3:17; Hb 7:25,9:15-24,12:24; 1 Jo 2:1.

Outro a interceder em nosso benefício é o Espírito Santo (Romanos 8:26 - Também o Espírito, semelhantemente, nos assiste em nossa fraqueza; porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira, com gemidos inexprimíveis); O Espírito Santo é o Substituto de Cristo na Terra (João 14:15-16,26 –Jesus disse: ”Se me amais, guardareis os meus mandamentos. E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja para sempre convosco, o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não no vê, nem o conhece; vós o conheceis, porque ele habita convosco e estará em vós. Isto vos tenho dito, estando ainda convosco; mas o Consolador, o Espírito Santo, a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo o que vos tenho dito”);

(João 15:26 – Jesus disse: “Quando, porém, vier o Consolador, que eu vos enviarei da parte do Pai, o Espírito da verdade, que dele procede, esse dará testemunho de mim”); Mas eu vos digo a verdade: convém-vos que eu vá, porque, se eu não for, o Consolador não virá para vós outros; se, porém, eu for, eu vo-lo enviarei. 8 Quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo: 9 do pecado, porque não crêem em mim; 10 da justiça, porque vou para o Pai, e não me vereis mais; 11 do juízo, porque o príncipe deste mundo já está julgado (João 16:7-8).

Podemos pedir ao Pai para abrir o coração de uma pessoa, dar-lhe entendimento, no entanto ela só será salva se possuir a verdadeira e exclusiva fé em Cristo. (Romanos 10:9-10 – Se você confessar com sua boca que Jesus é o Senhor e crer em seu coração que Deus O ressuscitou dentre os mortos, será salvo. Pois com o coração se crê para justiça, e com a boca se confessa para salvação).

E este é o testemunho: Deus nos deu a vida eterna, e essa vida está em seu Filho. Quem tem o Filho, tem a vida, quem não tem o Filho de Deus, não tem a vida (vida eterna na presença do Senhor - 1 João 5:11-12)

Devemos respeitar Maria pelo seu grande exemplo de obediência, coragem e fé. Não podemos é adorá-la (que é o mesmo sinônimo de venerá-la, cultuá-la) ou lhe dirigirmos orações. Com certeza ela se sentiria infeliz se pudesse ver as pessoas cultuando-a, ajoelhando-se diante de sua imagem, pendurando retrato de imagem em paredes e pondo sua estátua em templos. Pois, como todos os que morreram na graça de Jesus, ela morreu e está aguardando a volta de Cristo para ressuscitar juntamente com todos os salvos em Cristo, (Lucas 14:14 - a tua recompensa, porém, tu a receberás na ressurreição dos justos; João 11:25 - Disse-lhe Jesus: “Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá”; Apocalipse 20:5 - Os restantes dos mortos não reviveram até que se completassem os mil anos. Esta é a primeira ressurreição).

SÓ JESUS É O NOSSO SALVADOR E SOMENTE A ELE DEVEMOS PRESTAR CULTO, VENERAÇÃO, ADORAÇÃO E LOUVOR!

João 14:6 – E Jesus disse: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim. Se vocês realmente me conhecessem, conheceriam (ou conhecerão) também o meu Pai. Já agora vocês O conhecem e O têm visto”.

João 11:25 - Disse-lhe Jesus: “Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá”.

Atos 4:12 – Não há salvação em nenhum outro, pois, debaixo do céu não há nenhum outro nome, além do nome de Jesus, dado aos homens pelo qual devamos ser salvos.

Romanos 8:1 – Portanto, agora já não há condenação para os que estão em Cristo Jesus.

Mateus 28:18 – Jesus disse: “Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra”

Efésios 4:5-6 – Há um só Senhor, uma só fé, um só batismo; um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, age por meio de todos e está em todos.

Mateus 4:10 - Então, Jesus lhe ordenou: Retira-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás, e só a ele darás culto.

Lucas 2:11 - é que hoje vos nasceu, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor.

Lucas 9:56 - Pois o Filho do Homem não veio para destruir as almas dos homens, mas para salvá-las.

Lucas 19:10 - Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o perdido.

João 3:17-18 - Pois Deus mandou o seu Filho para salvar o mundo e não para julgá-lo.

—Aquele que crê no Filho não é julgado; mas quem não crê já está julgado porque não crê no Filho único de Deus.

1 Tessalonicenses 5:9 - porque Deus não nos destinou para a ira, mas para alcançar a salvação mediante nosso Senhor Jesus Cristo, que morreu por nós para que, quer vigiemos, quer durmamos, vivamos em união com ele.

1 Timóteo 1:15 - Fiel é a palavra e digna de toda aceitação: que Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal.

1 João 2:22 - Quem é o mentiroso, senão aquele que nega que Jesus é o Cristo? Este é o anticristo, o que nega o Pai e o Filho.

1 João 4:14-15 - E nós temos visto e testemunhamos que o Pai enviou o seu Filho como Salvador do mundo. Aquele que confessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus permanece nele, e ele, em Deus.